Não, não é uma piada de 1º de Abril atrasada. A Microsoft anunciou hoje a reformulação de seu programa de certificações, que por sinal completou 20 anos no último dia 23 de março. As principais novidades ficam por conta do retorno das siglas MCSA e MCSE e o programa de recertificação a cada 2-3 anos que já era previsto desde o ano passado.

Renovado para a Nuvem

Conforme informado no e-mail de divulgação, a Microsoft está introduzindo certificações novas que refletem as habilidades requeridas para construir e gerenciar as soluções de negócios – na locação original ou na nuvem:

image

Uma das mudanças mais importantes é que siglas antigas voltaram mas possuem significados diferentes e não são equivalentes às credenciais antigas. Aqui ao meu ver é onde pode ocorrer uma pequena confusão.

  • MCSA: Microsoft Certified Solutions Associate;
  • MCSE: Microsoft Certified Solutions Expert;
  • MCSD: Microsoft Certified Solutions Developer;
  • MCSM: Microsoft Certified Solutions Master

 

Vamos agora a uma visão geral das novas credenciais.

MCSA: Microsoft Certified Solutions Associate

A MCSA será a base para a sua carreira de certificações Microsoft, tanto para Infraestrutura quanto para Desenvolvimento. Ela substitui a credencial MCTS (Microsoft Certified Technology Specialist), mas não se limita sa isto, pois em algumas tecnologias, como o Windows Server por exemplo, você só será um MCSA se passar nos exames 70-640, 70-642 e 70-646. Mas vale lembrar que ao passar em um dos exames, você já terá acesso ao site de MCPs.

Até o momento temos informações sobre as seguintes credenciais MCSA:

MCSA Windows Server 2008 (Exames 70-640, 70-642 e 70-646)

MCSA SQL Server 2012 (Exames 70-461*, 70-462* e 70-463*)

MCSA SQL Server 2008 (Exames 70-432 e 70-448)

As informações sobre MCSA em Windows Client e MCSA para Desenvolvimento só devem ser anunciadas com a definição dos exames para Windows 8 e Visual Studio 2012 respectivamente.

Obs.: As certificações MTA não foram extintas, continuarão existindo de forma opcional, pois são voltadas para estudantes que podem não estar preparados para a MCSA ainda.

MCSE: Microsoft Certified Solutions Expert

Aqui temos o próximo passo ápós obter uma MCSA. O MCSE foca na habilidade de desenhar e construir soluções, que podem incluir integração de múltiplas tecnologias e produtos, bem como suas diferentes versões. Substitui a credencial MCITP (Microsoft Certified IT Professional), mas como já dito, não focando em apenas um produto, mas também diferentes tecnologias.

Até o momento temos informações sobre as seguintes credenciais MCSE:

MCSE Private Cloud (MCSA Windows Server + Exames 70-247 e 246). Esta credencial deverá ser renovada a cada 3 anos através de um único exame de recertificação, o legal disso é que o profissional poderá manter sua credencial atualizada sem precisar fazer vários exames. Dica: até 31/01/2013 o exame 70-659 pode ser feito no lugar do exame 70-247 para obter a MCSE Private Cloud.

MCSE Data Platform (Exames 70-464* e 70-465*). Esta credencial deverá ser renovada a cada 3 anos através de um único exame de recertificação.

MCSE Business Intelligence (Exames 70-466* e 70-467*). Esta credencial deverá ser renovada a cada 3 anos através de um único exame de recertificação.

MCSD: Microsoft Certified Solutions Developer

Após obter uma MCSA em desenvolvimento, este será o próximo objetivo. Esta credencial substitui a MCPD (Microsoft Certified Professional Developer). Maiores informações serão disponibilizadas com as definições de exames para o Visual Studio 2012. Obviamente quem já tem ou pretende obter a MCPD terá como atualizar para a MCSD quando a atualização estiver disponível.

MCSM: Microsoft Certified Solutions Master

O último degrau do novo programa de certificações. Substitui a credencial MCM (Microsoft Certified Master). Maiores informações sobre a MCSM serão disponibilizadas com as definições de exames para as novas versões do Exchange, Lync, SharePoint, Active Directory e SQL Server. As duas primeiras credenciais MCSM serão disponibilizadas para SQL Server 2012.

 

O quadro abaixo mostra um resumo do novo programa de certificações:

caminhos de certificação

As certificações voltadas para o Microsoft Office ficaram assim:

Office

Promoção 2 exames por 1

E não acabou não. Alegre 

Para quem fizer qualquer exame de uma das tecnologias abaixo utilizando este voucher durante o período de 11/04/2012 a 30/06/2012, a Microsoft disponibilizará um exame grátis para a nova versão da certificação obtida. Cada candidato pode obter até 5 vouchers por tecnologia. Os exames da tecnologia atual devem ser feitos até o dia 30/06/2012 e então você receberá um voucher para o novo exame assim que o mesmo estiver disponível. Com isso você vai poder atualizar a sua MCTS, MCITP ou MCPD obtida neste período, totalmente de graça para a MCSA, MCSE ou MCSD respectiva.

Promo

Solicite o seu respectivo voucher aqui.

Promoção válida apenas para exames sem desconto, ou seja, não vale para exames 72-***.

 

Conforme forem saindo mais informações sobre novos exames e certificações postarei aqui.

Atualização:

Não há informação sobre como ficarão as certificações de Office 365 neste novo formato, nem mesmo na página em que constam informações sobre todas as tecnologias. Os exames de Office 365 (70-323 e 70-321) já estão disponíveis na Prometric desde o mês passado. Ou foi uma falha ou as informações das certificações para Office 365 no novo formato só serão disponibilizadas com o anúncio das certificações para as novas versões do Exchange, Sharepoint e Lync.

 

* Exames 461, 462, 463, 464, 465, 466, e 467 previsto para Junho de 2012 na Prometric. Exames 457, 458, 459, e 460 previstos para Agosto de 2012 na Prometric.

O Microsoft Forefront Identity Manager 2010 (FIM 2010) é o sucessor do Identity Lifecyle Manager 2007. O FIM 2010 é uma ferramenta poderosa que permite estabelecer politicas de controle de acesso à rede e gerenciar identidades dos usuários. A ferramenta traz benefícios não só aos administradores da rede, mas também facilidades aos usuários finais, como permitir que o próprio usuário reinicie sua senha de rede através da tela de logon do Windows.

38208-01

Download da versão de avaliação do Forefront Identity Manager 2010

Requisitos de sistema:

Sistemas operacionais suportados: Windows 7, Windows Server 2008, Windows Server 2008 R2, Windows Vista, Windows XP

Requisitos para servidor:
– Microsoft Windows Server 2008 x64 ou Microsoft Windows Server 2008 R2 x64
– Microsoft SQL Server 2008 x64 SP1
– Microsoft Exchange Server 2007 ou Microsoft Exchange Server 2010*
– Windows SharePoint Services 3.0 SP1
Requisitos para cliente:
– Microsoft Windows 7, x86 or x64
– Microsoft Windows Vista SP1, x86 or x64
– Microsoft Windows XP SP2 ou SP3, x86
– Microsoft Office Outlook 2007 SP2*

* Necessário para utilização dos serviços de usuário final com o Outlook. Office e Exchange não são necessários para experiência do usuário final no portal web do FIM.

Dia 18 de Jullho foi anunciada no blog Born To Learn a fase de beta do exame 71-158, TS: Forefront Identity Manager 2010, Configuring. A prova pode ser realizada até o dia 04/08/2011 e o candidato deve se registrar com pelo menos 24h de antecedência. Para fazer a prova basta utilizar o promocode FIMJ no site da Prometric agendar a prova.

Tópicos do exame

Outros materiais:

 

Amanhã (17/02) começa a segunda edição do Microsoft Certified Career Conference. O MCCC é um evento virtual de 24 criado pela Microsoft onde acontecem várias seções relacionadas a tecnologias Microsoft (dicas para exames, conteúdo técnico de alguns produtos) e a carreira (dicas para entrevista, currículo e etc). Como ocorreu na primeira edição realizada ano passado, o evento já está aberto para que você possa criar sua agenda personalizada do evento e interagir pelo chat com os demais participantes. O evento é em inglês.

O valor da inscrição é de US$ 50,00, mas durante o período de inscrições vários cupons de descontos foram liberados, até cheguei a postar semana passada um cupom que dava US$ 40,00 de desconto na inscrição e eis que hoje encontrei este post no site do Microsoft Student Lounge com um cupom de desconto de 100% para estudantes. Isso mesmo, você pode participar do evento sem pagar nada. Inicialmente seriam distribuídos apenas 250 cupons, mas devido a grande demanda liberaram um código para que todos os estudantes interessados possam participar de graça do evento: STU17F53.

As inscrições podem ser feitas através do site: http://www.msregistration.com/msl.

Bem, como muita gente já sabe, ano passado a Microsoft lançou as Certificações MTA (Microsoft Technology Associate), que são certificações de entrada relacionadas a tecnologias Microsoft.

As certificações MTA são divididas em 2 categorias: IT Pro e Developer & Database. As certificações da categoria IT Pro são: Windows Server Administration Fundamentals (Exame 98-365), Networking Fundamentals (Exame 98-366) e Security Fundamentals (Exame 98-367). Já na categoria Developer & Database temos: Software Development Fundamentals (Exame 98-361), Windows Development Fundamentals (Exame 98-362), Web Development Fundamentals (Exame 98-363) e Database Administration Fundamentals (Exame 98-364).

Com isso as Certificações Microsoft ficaram com a seguinte estrutura:

Na imagem abaixo podemos ver os caminhos possíveis após a obtenção de uma certificação MTA:

Diferentemente dos exames das outras certificações, os exames das certificações MTA estão disponíveis exclusivamente para Instituições de Ensino que queiram oferecer tal certificação a seus alunos, uma Instituição pode adquirir uma Campus License que permite que até 1000 exames sejam realizados durante 1 ano ou vouchers válidos para os exames. Essa restrição ocorre porque porque além de servir de certificações de entrada, o público-alvo são estudantes da área de tecnologia que não possuem nenhuma certificação e que querem comprovar seus conhecimentos básicos em uma tecnologia Microsoft e não possuem experiência suficiente para obter uma certificação MCTS. A Certiport é a responsável pela aplicação dos exames. Lembrando que esses exames não são obrigatórios para a obtenção das certificações já existentes.

No Portal Certiport é possível encontrar os guias oficiais de estudo para cada exame ou por categoria. O material é bem intuitivo, vale a pena dar uma conferida mesmo que você não tenha a intenção de obter uma certificação MTA.

Recomendo também a leitura do FAQ Oficial para maiores informações sobre os exames.

image

Pra quem está cursando algum curso superior e pretende tirar alguma certificação Microsoft a oportunidade está aí. A Promoção que concede vouchers com desconto de até 55% e Second Shot de graça para estudantes voltou dia 01/11/2010 e vai até 30/06/2011. A oferta vale para qualquer exame de Certificação Microsoft que contenha o prefixo 72 (série estudante).

Notas:
– Você precisa apresentar uma ID de estudante válida (R.A.) quando for realizar o exame;
– Caso você não passe de primeira, precisa esperar pelo menos 1 dia para marcar o segundo exame;
– Para mais informações, veja o FAQ sobre a oferta de Second Shot para Estudantes.

Obtenha seu voucher no site da Prometric através do link abaixo:

image

Pra quem deseja obter maiores informações sobre como funcionam os exames, recomendo este excelente post do mestre Emílio Mansur.

Uma das praticidades que eu gosto do Hotmail é esse recurso de avançar automaticamente para a próxima mensagem após excluir ou arquivar a mensagem atual. E sinceramente isso já devia ter sido implantado a tempos no Gmail, quem utiliza o Gmail com frequência e sempre está com sua caixa cheia de e-mails, sabe como é irritante ter que abrir mensagem por mensagem ao ler os e-mails recebidos.

Hoje pela manhã vi essa dica no LifeHacker e resolvi compartilhar com vocês. Siga os passos abaixo para ativar tal recurso no seu G-mail:

1) Abra o Gmail Labs (canto superior direito).

Gmail1

2) Localize o recurso de Avanço automático e marque a opção “Ativar”.

Gmail2

3) Salve as alterações.

Gmail3

4) Após ativar o recurso de Avanço Automático, você pode configurá-lo acessando a opção de configurações do Gmail.

Gmail4

Fonte: LifeHacker

Conforme informei no twitter, ontem vazou a build do SP1 RC para Windows Server 2008 R2 e Windows 7. Hoje o time do Windows anunciou em seu blog o download público do Release Candidate do Service Pack 1 para Windows Server 2008 R2 e Windows 7.

Como já anunciado anteriormente o SP1 incluirá todas as atualizações cumulativas lançadas até a finalização do mesmo e 2 novidades para o Windows Server 2008 R2, o RemoteFX e o Dynamic Memory, ambos recursos auxiliarão aqueles que escolherem implantar o Windows através de VDI (Virtual Desktop Infrastructure), proporcionando uma rica experiência para o usuário final.

O RemoteFX permite que usuários tenham uma experiência rica em multimídia através de sessões remotas utilizando desktops virtuais, além disso o RemoteFX suporta vários dispositivos USB trazendo maior pruditividade para os usuários de desktops virtuais.

O Dynamic Memory faz com que servidores rodando Hyper-V utilizem a memória de forma mais eficiente. Quantidades maiores de memória são adicionadas de acordo com a carga das máquinas virtuais sem interrupção do serviço.

Maiores detalhes sobre SP1 podem ser encontrados aqui e aqui.

O RC será a última build a ser disponibilizada publicamente antes do lançamento da versão final do RTM. A versão final do Service Pack 1 deve ser lançada durante o primeiro quadrimestre de 2011.

Untitled

O Download do RC pode ser feito no Microsoft Download Center.

Downloads recomendados:
Windows Server 2008 R2 Technical Whitepaper: Whitepaper técnico abordando todos os recursos e benefícios do Windows Server 2008 R2 incluindo o RemoteFX e Dynamic Memory.
Windows Server 2008 R2 SP1 RC Reviewer’s Guide: excelente guia para você entender melhor e testar o RemoteFX e Dynamic Memory.

Considerem este post como uma retificação desse assunto que com certeza já se passou nas nossas cabeças ultimamente.

Mas vai tudo pra nuvem, certo?! E as minhas funções de profissional de infraestrutura, vão para o espaço?

Muitos profissionais de TI já fizeram ou ainda farão essas perguntas, e não é para menos, pois a um ‘grosso modo’ a nuvem é a terceirização dos serviços que até então estavam locados na empresa e eram de responsabilidade da equipe de infraestrutura da mesma.

Além deste excelente post do mestre Fábio Hara, venho deixar aqui alguns links interessantes que encontrei sobre o assunto:

Mini-série de 3 capítulos, Waldemir Cambiucci, Arquiteto da Microsoft Brasil, fala sobre Computação na Nuvem sob a ótica de IT Pros. Quais as tendências? O que muda com a Computação na Nuvem? Como a Microsoft entra nesse jogo com o Windows Azure?


Parte 1Parte 2Parte 3

Webcast de Arquitetura – Windows Azure no Mundo Real por Markus ChristenSlides

Virtual Conferece – Windows Azure and the IT Pro Discussion (Inglês)

Aconselho também a série em Inglês “Real World Azure” feita por Brian Prince (Senior Architect Evangelist) e Joey Snow (IT Pro Technical Evangelist). Atenção para os tópicos em negrito:

Real World Azure: An Overview of Cloud Computing
Topics:
[1:40] Cloud computing terminology
[4:40] IT professionals’ role in cloud computing
[7:15] Microsoft’s approach to cloud computing

[9:50] A spectrum of locations for running applications: on premises, hosted, in the cloud

Real World Azure: The IT Professionals role and Windows Azure
Topics:
[0:01] What is the IT Pro‘s role in managing Windows Azure solutions?
[2:00] What is Windows Azure and what does it do?

[21:00] How do IT Pros address spikes in application demand with Windows Azure?
[32:40] IT Pros’ role in the application development lifecyle

Real World Azure: Cloud Computing Business Scenarios
Topics:
[0:01] How can I use the cloud to approach IT needs strategically?
[3:45] Pharmaceutical industry business scenario on the whiteboard
[10:42] Drawing the Storage Area Network example

Real World Azure: Windows Azure Security
Topics:
Technical Evangelist, Joey Snow brings up the big concerns: trust, risk, losing control, legalities, compliance and Sarbanes Oxley. Senior Architect Evangelist, Brian Prince fills us in on what is in-place for Windows Azure in terms of physical security, information security, management and standard security audits.

Outro video interessante do Joey Snow é este:
IT Software as Service on Windows Azure
Topics:
[0:01] Cloud solutions for Active Directory recovery, event log management, and SharePoint reporting
[2:19] IT staff’s concerns:  Security, Security, Security
[5:05] IT staff’s efforts and addressing compliance

[9:00] Application architecture on the white board
[14:35] Demo of working components, including federation

Webcast – Windows Azure Architecture and the IT Professionals Role
Brian Prince gives the white board a workout as he describes the Windows Azure architecture and answers questions about the IT Pro’s role. With Windows Azure, IT Pros have to deploy apps and manage their health, predict and manage demand for apps, and make sure data is backed up and secure. Brian describes Azure Platform Application Fabric and touches on SQL Azure, storage elements, blobs, queues and tables.

Conforme informado pela equipe do System Center em seu Blog, (Nexus SC), que a página contendo download de VHDs pré-configuradas foi atualizada de forma que fique mais fácil encontrar as VHDs desejadas. Inclusive já tem VHD com o System Center Configuration Manager v.Next Beta 1 e Exchange 2010 SP1. Clique na imagem abaixo para acessar.

image

Fonte: Nexus SC: The System Center Team Blog

Após lançar 4 Previews destinados a desenvolvedores, da nova versão do browser mais utilizado no mundo, a Microsoft lançou dia 15/09 o primeiro beta público do Internet Explorer 9.

No que se refere a novos recursos o beta do Internet Explorer 9 se destaca por ter suporte total a aceleração via hardware. Isso mesmo, a GPU (Graphic Processing Unit – Unidade de processamento gráfico) do seu computador pode renderizar toda a página da web e não só vídeos em Flash e HTML5 como os navegadores concorrentes já oferecem suporte há algum tempo.

Como já era de se esperar, o Internet Explorer 9 Beta não é compatível com o Windows XP. Digo que já era de se esperar porque a Microsoft já vem deixando o XP de fora no Windows Live Essentials, então já que a idéia do IE9 é revolucionar o principal browser do mercado, não faria sentido continuar dando suporte a um sistema lançado há quase 10 anos atrás.

Download

Antes de iniciar o download do Internet Explorer já fiquei um pouco surpreso com o fato de a Microsoft disponibilizar o Beta do IE9 em vários idiomas além do inglês.

Instalação

Para quem está habituado ao NNF (Next > Next > Finish) até que fiquei surpreso com o instalador do IE. Simplesmente apareceu a tela guiaixo, contendo os botões “Instalar”, “Cancelar” e um link para os Termos de Uso do Internet Explorer 9 Beta.

Um fato ocorrido durante a instalação me deixou curioso. Baixei a versão em Português-Brasil para o Windows 7 x64 que tem um tamanho de 36,6MB, porém ao instalar o IE9, simplesmente apareceu a tela guiaixo “baixando o Internet Explorer 9”. Então fui ao site da Microsoft Brasil e obtive um download do IE9 para Windows 7 x64 em PT-BR com 3,16MB. Creio que o instalador da página mundial, esteja com algum bug e esteja baixando a versão em PT-BR novamente ao realizar a instalação

alt

Interface

A interface do IE9 é bem limpa. Porém, de cara já não gostei do posicionamento das guias. O ideal seria abaixo ou até mesmo acima da barra de endereços, não do lado. A posição escolhida prejudica a experiência de quem tem o costume de abrir várias guias ao mesmo tempo no navegador. Por exemplo, ao abrir 6 guias já fica complicado ler o título de cada página. É claro que é só parar o mouse sobre a guia para aparecer informações sobre a página aberta na mesma, mas isso vai ser relativamente chato para quem trabalha com muitas guias abertas.

Ao abrirmos o IE9 pela primeira vez além da(s) sua(s) guia(s) inicial(ais), será carregada a página de apresentação do Internet Explorer 9 Beta. Clicando em “Veja agora” teremos acesso a uma galeria de vídeos utilizando o poder do HTML5. Serão exibidas as configurações salvas da sua versão anterior do Internet Explorer, no meu caso, o 8. E por último quatro links falando mais sobre o IE9: Foco na Web; Principais recursos; Descubra o que há de novo; Acesse seus sites e favoritos mais rapidamente. Ah, o ícone do Internet Explorer também levou um tapa no visual, mas eu sinceramente preferia o azul do IE8.

Melhorias de desempenho

Esse é sem dúvidas o maior foco do Internet Explorer 9, o suporte a aceleração via hardware faz com que o navegador seja o primeiro browser a utilizar a GPU (Graphic Processing Unit – Unidade de Processamento Gráfico) para renderizar toda a página da web e não somente vídeos. Sinceramente me decepcionei um pouco aqui. Por exemplo, na própria página “Beauty of the Web” encontrei um link para a galeria HD do ImDb, mas os vídeos simplesmente demoraram muito mais para carregar do que no Google Chrome 7.0 Beta. Mas ainda assim, não há como negar que no geral o IE9 é bem mais rápido que o IE8.

Agora um fato curioso sobre o HTML5, vejam vocês mesmo os resultados de Chrome 7.0.517.5 vs IE9 Beta respectivamente no http://www.html5test.com/:

alt


Navegação focada na web

A interface foi remodelada de forma que você tenha a melhor visão possível de uma página da web, isso se a página for grande é claro. Além da extinta barra de menus, também foram removidas por padrão a barra de favoritos, barra de comandos e até mesmo a barra de status. Nas screens do post se vocês virem a barra de status é porque eu ativei. Como? Basta clicar com o botão direito sobre área onde estão os botões Página Inicial, Favoritos e Ferramentas.

Integração com o Windows 7: ajuste lado a lado

Um ajuste que pode ser feito é colocar duas páginas lado a lado. Aí você pode pensar, mas o Windows já faz isso, é só clicar com o botão direito na barra de tarefas e escolher “Mostrar janelas lado a lado”. Só que o Windows mostra todas as janelas lado a lado, aqui não, você exibirá apenas as guias desejadas lado a lado. Basta clicar sobre as guias abertas e arrastar uma para cada extremidade da tela, para obter o efeito abaixo:

alt

Integração com o Windows 7: Sites Fixos

Esse recurso nada mais é do que você fixar um site que usa constantemente na barra de tarefas e dependendo do site, ainda ter acesso às suas tarefas mais comuns. Por exemplo, ao adicionar o Twitter como um site fixo, você terá nas JumpList tarefas como “New tweet”, “Direct Messages” e etc.. O mesmo acontece ao adicionar o Facebook. Repare que as cores dos botões “avançar” e “voltar” ficarão de acordo com as cores padrão do site fixado. Testei aqui com o Hotmail e Gmail, mas infelizmente não funcionou.

alt

One Box

One Box é o novo nome para a velha e conhecida barra de endereços. Mas porquê One Box?! Simples, nela você vai ter acesso à pesquisa rápida pelo seu motor de busca padrão e é claro acessar algum site desejado.

alt

Guias Avançadas

Bem além do Ajuste lado a lado e tornar um site fixo, as guias também são destacáveis, ou seja, está com várias guias abertas, mas quer se dedicar a apenas uma em específico, basta clicar sobre ela e arrastar para fora do Internet Explorer, para voltar é só arrastar de volta posicionando-a ao lado das demais guias já abertas. Você também pode mover as guias de um lado para o outro e o IE9 também codifica guias relacionadas por cores.

Cada guia é executada em um processo separado, bem deveria, mas não é o que se pode ver na imagem abaixo. Não me perguntem o porquê, mas estava com 6 guias abertas e só haviam 5 processos no Gerenciador de Tarefas, por sinal dá-lhe consumo de memória hein?!

Considerações Finais

Bem, pessoal é isso, por ser beta é claro que mais melhorias vão surgir até a versão final, pelo menos é o que esperamos. Minha avaliação final é:

Pontos fortes:

– Aceleração completa via hardware;

– Integração a Windows 7 com as JumpLists;

– Interface limpa;

– Novo Gerenciador de Downloads;

– One Box.

Pontos fracos:

– Disposição infeliz das guias à frente da One Box;

– Consumo exagerado de memória;

– Não oferece opção para salvar uma sessão de navegação, só restaura se os processos forem encerrados em àrvore ou então se der um crash no sistema;

– Os sites mais populares que são exibidos ao abrir uma nova Guia, deveriam exibir uma miniatura do site e não apenas o FavIcon e o nome do Site;

– A aceleração via hardware ainda deixa um pouco a desejar.